Brasil passa pelo Paraguai nos pênaltis e está na semifinal

Após muito sufoco no tempo regulamentar, Seleção Brasileira não saiu do 0x0, mas venceu o adversário nas penalidades

Firmino teve pouco espaço contra o Paraguai Firmino teve pouco espaço contra o Paraguai  - Foto: Raul Arboleda/AFP

O Brasil superou seus traumas recentes e está garantido na semifinal da Copa América 2019. Com direito a muito sufoco, verdade seja dita. A Seleção Brasileira até fez uma boa apresentação, na noite desta quinta-feira (27), contra o Paraguai, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, mas esbarrava na retranca adversária. O resultado não poderia ser outro além do 0x0. Nos pênaltis, melhor para a equipe verde-amarela, que venceu por 4x3. Agora, o time comandado por Tite volta a campo na próxima terça-feira, 2 de julho, quando vai enfrentar o vencedor de Argentina x Venezuela.

Leia também:
Seleção movimenta mercado e mantém livre acesso a empresários
Tite critica pontaria do ataque e minimiza vaias
Dinheiro, não futebol, justifica Qatar e Japão na Copa América
Copa América abre lote de ingressos, mas não cita quantidade


Desde os primeiros minutos que o Brasil partiu para o abafa. Jogando em casa, com torcida a favor e buscando dar uma resposta aos críticos, os comandados do técnico Tite deixaram o Paraguai sem fôlego nos primeiros minutos. Só não contavam com a bem postada defesa paraguaia. Não bastasse o posicionamento correto dos adversários, ainda havia um paredão chamado Gatito Fernández. A primeira chance surgiu cedo, aos três minutos de jogo, mas Firmino bateu sem muita força e o goleiro rival segurou o arremate brasileiro sem maiores problemas.

A resposta demorou a vir, mas quando chegou foi para assustar os mandantes. Aos 28 minutos, Derlis González recebeu no segundo pau, dominou e mandou mesmo sem ângulo. Alisson salvou. Se na etapa inicial o Brasil foi nitidamente superior - a despeito da má pontaria -, no segundo tempo é que as diferenças se fizeram mais evidentes. Sobretudo por volta dos dez minutos, quando Balbuena fez falta em Firmino e foi expulso. Na cobrança, Daniel Alves quase marcou. Pouco depois, Everton infernizou a defesa adversária e cruzou. A bola sobrou para Gabriel Jesus, que mandou para fora.

Com um a mais em campo, o Brasil ficou com liberdade. No entanto, o Paraguai se fechou com segurança. E contou com um pouco de sorte também. Arthur, Firmino e Coutinho pararam em Gatito. Willian acertou a trave. A decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Alisson defendeu o chute de Gómez. Na sequência, Willian fez. Almirón igualou. Marquinhos acertou. Valdez empatou. Coutinho mandou no canto e fez o terceiro. Rojas fez 3x3. Em seguida, Firmino mandou para fora. Por sorte, Derlis González também errou. Na última cobrança, Gabriel Jesus acertou e correu para o abraço.


FICHA TÉCNICA:

Brasil 0 (4)
Alisson; Daniel Alves (Lucas Paquetá), Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís (Alex Sandro); Allan (Willian), Arhur e Philippe Coutinho; Everton, Gabriel Jesus e Roberto Firmino. Técnico: Tite

Paraguai 0 (3)
Gatito Fernández, Piris, Balbuena, Gustavo Gómez e Alonso; Sánchez (Juan Escobar), Ortiz, Pérez (Rojas) e Arzamendia (Valdez); Almirón e Derlis González. Técnico: Eduardo Berizzo


Local: Arena do Grêmio (Porto Alegre/RS)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI). Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Cláudio Rios (CHI).
Cartões amarelos: Alonso, Piris, Arzamendia (P); Filipe Luís, Roberto Firmino, Arhur (B)
Cartão vermelho: Balbuena (P)
Renda: R$ 10.352.430. Público: 48.211

Veja também

Domingo é marcado por descumprimento de medidas restritivas nas praias do Recife
Pandemia

Domingo é marcado por descumprimento de medidas restritivas nas praias do Recife

Pai de Meghan Markle diz que Oprah Winfrey se aproveitou de momento frágil de Harry
Realeza

Pai de Meghan Markle diz que Oprah Winfrey se aproveitou de momento frágil de Harry