ABC paulista tem 1º caso de febre amarela contraída na região

Segundo a prefeitura, o homem não havia se vacinado e também não realizou qualquer viagem ou deslocamento da cidade nos últimos meses

Vacina contra febre amarelaVacina contra febre amarela - Foto: OMS/ONU/Divulgação

A Prefeitura de São Bernardo do Campo (ABC) confirmou nesta segunda-feira (5) o primeiro caso de febre amarela contraído dentro da cidade (autóctone). Segundo a gestão Orlando Morando (PSDB), trata-se de um homem de 35 anos, morador do Jardim Palermo e que trabalha no Jardim Represa. Com o anúncio, São Bernardo torna-se a primeira cidade do ABC a ter um caso autóctone da doença.

Leia também
Sobe para 21 o número de mortos pela febre amarela no Rio de Janeiro
Criança é novo caso suspeito de febre amarela no Estado
Mortes por febre amarela no estado do Rio chegam a 18
Sobe para 61 o número de mortes em decorrência de febre amarela silvestre em SP


O paciente deu entrada na UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do bairro Baeta Neves em 1º de fevereiro, sendo transferido posteriormente para a UTI (Universidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde está desde então.

Segundo a prefeitura, ele não havia se vacinado e também não realizou qualquer viagem ou deslocamento da cidade nos últimos meses, o que comprova que ele foi picado pelo mosquito transmissor no município.

A confirmação do caso foi oficializada, ainda, pelo Hospital de Clínicas, por meio do laboratório da Faculdade de Medicina da USP. Segundo a prefeitura, há outros dois casos da doença em investigação na cidade.

Caso importado
Há um outro caso confirmado de febre amarela em São Bernardo, mas ele é importado (não autóctone).

O morador da cidade, de 33 anos, foi diagnosticado com a doença após viajar para Mairiporã (Grande SP), considerada uma das principais áreas de risco no Estado.
Desde 25 de janeiro, São Bernardo segue em campanha de vacinação pelas 34 UBSs (Unidades Básicas de Saúde). Por causa da baixa adesão, a prefeitura adiou o início do ano letivo e aplica a vacina também em 102 escolas até a próxima sexta (9).

A Cruz Vermelha, filial São Paulo, realiza nesta terça (6) campanha especial em Mairiporã contra a febre amarela. Em parceria com a prefeitura, voluntários irão percorrer parte da zona rural, levando orientação e vacinas. A atuação será maior nos bairros Mato Dentro e Remédios, ambos focos da doença.

Veja também

Covid-19: Brasil acumula 5,49 milhões de casos e 158,9 mil mortes
boletim

Covid-19: Brasil acumula 5,49 milhões de casos e 158,9 mil mortes

Vendas de imóveis batem novo recorde em agosto com alta de 64%
imóveis

Vendas de imóveis batem novo recorde em agosto com alta de 64%