Acidente com ônibus em Goiás deixa sete mortos

43 passageiros estavam a bordo, ainda não há um número preciso de feridos

Acidente entre carro, ônibus e carretaAcidente entre carro, ônibus e carreta - Foto: Reprodução / PM-DF

O acidente com o ônibus da empresa Expresso Guanabara, na BR-020, em Formosa (GO), deixou ao menos sete pessoas mortas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ainda não há um número de preciso de feridos, que foram encaminhados para unidades de saúde da região.

Em nota, a Expresso Guanabara informou que 43 passageiros estavam a bordo do veículo, que fazia a linha Cajazeiras (PB)–Goiânia (GO). Seis pessoas morreram no local, a sétima chegou a ser socorrida e encaminhada ao Hospital de Base, no Distrito Federal, mas não resistiu aos ferimentos.

Leia também:
Homem é atropelado por trio durante desfile do bloco 'Os Irresponsáveis'
Carnaval: PRF registra 92 acidentes entre sexta e quarta-feira em Pernambuco

De acordo com a Secretaria de Saúde do DF, no total, 12 pessoas foram encaminhadas para hospitais da capital, sendo três para o Hospital de Base, quatro para Planaltina, três para Sobradinho e duas para o Paranoá.

Segundo a Expresso Guanabara, o acidente aconteceu por volta de 6h30, mas a primeira ligação recebida pela PRF foi às 8h30. A colisão entre os dois veículos aconteceu na localidade conhecida como Bisnau, entre os povoados de Bezerra e JK. O trecho é de pista simples e a ultrapassagem no local é proibida.

O ônibus seguia sentido Brasília quando mudou de pista e passou para o sentido oposto à que seguia o fluxo. Houve, então, a colisão frontal com a uma carreta, com placa de Guarapuava (PR), que estava carregada de adubo. A carreta também colidiu com a proteção metálica da rodovia e com outro caminhão que seguia atrás do ônibus, e logo em seguida tombou na pista.

A última informação da PRF é que o motorista da carreta que tombou foi socorrido com vida e encaminhado ao hospital de Formosa para atendimento. O motorista do outro caminhão tem CNH na categoria AB, enquanto deveria ser E; ele foi encaminhado para a delegacia por também ter contra ele um mandado de prisão por receptação.

Os dois sentidos da rodovia estão interditados. A empresa de ônibus e a seguradora do caminhão já providenciaram guincho para retirada dos veículos. A Expresso Guanabara também enviou um ônibus para dar apoio aos passageiros.

A PRF pede aos motoristas que evitem a localidade, pois já há um grande congestionamento no local. Uma rota alternativa seria a GO-458, porém é um longo trecho de estrada de terra.

Segundo a Expresso Guanabara, o ônibus partiu de Cajazeiras às 16h35 de terça-feira (13) e o motorista tinha tido 20 horas de descanso antes de assumir o volante. “A Guanabara lamenta o ocorrido e ressalta que prestará assistência necessária às vítimas. A empresa disponibiliza o telefone do SAC 0800-7281992 para atendimento aos familiares dos passageiros”, informou a empresa em nota.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a empresa tem autorização para realizar a linha Cajazeiras (PB)–Goiânia (GO) e o ônibus é um veículo novo, com o Certificado de Registro de Veículos (CRV) emitido em 6 de outubro de 2017.

“O veículo está em conformidade quanto aos requisitos legais relacionados ao cronotacógrafo [instrumento que registra, de forma simultânea, inalterável e instantânea, a velocidade e a distância percorrida pelo veículo, em função do tempo decorrido] e seguro de responsabilidade civil (em concordância com o ordenamento jurídico)”, informou a agência de fiscalização, em nota.

Veja também

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado