Advogado diz que Rose Miriam tinha conta conjunta com Gugu que provaria união estável

Segundo o advogado, essa é apenas uma das provas para mostrar que os dois eram uma família

Viúva no velório de Gugu LiberatoViúva no velório de Gugu Liberato - Foto: Edu Garcia/R7

O caso na Justiça envolvendo Rose Miriam e a família de Gugu Liberato parece estar longe do fim. De acordo com o advogado de Rose, Nelson Wilians, ela e o apresentador tinham uma conta conjunta nos Estados Unidos e isso seria mais um fator que comprovaria a união estável pedida por ela.

Segundo o advogado, essa é apenas uma das provas para mostrar que os dois eram uma família. Há outras, de acordo com Wilians. Rose pede na Justiça o direito a 50% da herança de Gugu Liberato. O advogado não quis dizer se as provas já foram entregues ou se isso ainda seria feito. O caso segue em segredo.

A Justiça de São Paulo decidiu, na noite desta quarta-feira (26), manter a redução da pensão paga a Rose Miriam di Matteo, 52, viúva do apresentador Gugu Liberato, morto em novembro passado, em Orlando, nos Estados Unidos. A informação foi dada pelo colunista Lauro Jardim, da revista Veja, e confirmada à reportagem pelo advogado dela.

O valor da pensão tinha passado de R$ 100 mil para US$ 10 mil (cerca de R$ 42 mil), no início do mês, pelo desembargador Galdino Toledo, da 9ª Câmara de Direito Privado de São Paulo. Rose então apresentou recurso.

Leia também:
Família de Gugu diz que viúva reclama de herança, mas tem investimentos em clube de futebol
Ex-empresário de Gugu diz que nada e nem ninguém vai abalar legado do artista


Procurada, a família de Gugu, por meio de sua assessoria jurídica, diz que não tem conhecimento [sobre a conta conjunta e a fase atual do processo] e não pode se manifestar sobre assuntos em discussão judicial, sob pena de crime de violação de sigilo judicial.

Veja também

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)
Coronavírus

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus
Coronavírus

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus