AGU já obteve mais de 15 liminares para desbloquear rodovias federais

Entre os estados onde foram obtidas as mais de 17 liminares pelo está Pernambuco, diz AGU

Manifestação dos caminhoneiros na BR-101 SulManifestação dos caminhoneiros na BR-101 Sul - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

A Advocacia-Geral da União (AGU) já obteve, até o início da noite desta quinta-feira (24), 19 decisões liminares que proíbem a obstrução de rodovias federais. A ministra da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, disse que cerca de 100 advogados públicos estão atuando em todo país para garantir o trânsito livre nas estradas.

Segundo a AGU, as liminares foram obtidas nos estados de Sergipe, São Paulo, Paraná, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Goiás, Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba, Rondônia, Distrito Federal e Rio Grande do Sul durante as manifestações de greve de caminhoneiros. Há estados com mais de uma estrada desbloqueada por liminares.

No entendimento da ministra, os caminhoneiros têm garantido o direito constitucional de livre manifestação, mas não podem bloquear as rodovias. "A liberdade de manifestação e de expressão não pode inviabilizar o direito da toda população brasileira de acesso a outros direitos fundamentais. A liberdade de locomoção, a liberdade de ir e vir também merece ser respeitada", disse a ministra.

Segundo ela, a AGU já entrou com 30 liminares na Justiça para assegurar que a paralisação nacional dos caminhoneiros seja considerada ilegal. Grace Mendonça também informou que a AGU se colocou à disposição do Ministério da Segurança Pública para garantir o cumprimento das decisões judiciais.

Leia também:
Justiça determina saída dos caminhoneiros que impedem passagem em Suape
Porto de Suape tem produtos encalhados e operações lesadas

Os caminhoneiros protestam há quatro dias contra os seguidos aumentos do preço do diesel. O movimento tem feito bloqueios em estradas, o que já impacta no abastecimento de combustível e alimentos em algumas regiões do país. As principais reivindicações da categoria são: redução de impostos sobre o preço do óleo diesel, como PIS/Cofins e ICMS, e o fim da cobrança de pedágios dos caminhões que trafegam vazios nas rodovias federais concedidas à iniciativa privada.

Veja também

Brasil contabiliza quase 43 mil novos casos de Covid-19
Coronavírus

Brasil registra 42.980 mil novos casos de Covid-19

Bolsonaro diz que Fiocruz entrega mais 18 milhões de vacinas esse mês

Bolsonaro diz que Fiocruz entrega mais 18 milhões de vacinas esse mês