Após crise, turistas voltam ao Cantareira

O sistema Cantareira estava ontem com 55,9% de sua capacidade, volume apenas cinco décimos menor que o do mesmo dia de 2012, antes da crise hídrica.

CopergásCopergás - Foto: Divulgação

 

“Era daqui que todos tiravam aquelas fotos de chão vermelho e trincado”, lembrou Sidney Trindade, apontando para um monte de água na represa Jaguari-Jacareí, a maior do sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da Grande São Paulo. Proprietário de uma marina às margens do manancial, em Bragança Paulista (a 85 km de SP), ele comemora a recuperação da represa. “Com o cenário bonito de novo, a clientela começou a voltar já no inverno. Os chalés alugados foram de 35 para 50 [antes da crise eram 70], e as embarcações, que eram umas 70, agora já chegam a 120 (eram cerca de 200)”, disse. Trindade também já contratou sete funcionários após as 25 demissões ocorridas durante a seca de 2014 e 2015.
O sistema Cantareira estava ontem com 55,9% de sua capacidade, volume apenas cinco décimos menor que o do mesmo dia de 2012, antes da crise hídrica. No ano passado, o percentual era em torno de 12,4% e estavam em uso duas reservas técnicas do volume morto - água do fundo da represa retirada com bombas. Considerando só a represa Jaguari-Jacareí, a recuperação é ainda maior: ela passou de 1,8% de sua capacidade, em 1º de novembro de 2015, para 55,9% um ano depois.

Além de Bragança, a melhora é sentida também em outras cidades. Em Joanópolis (a 112 km de SP), Paulo Bonande comemorava, na semana passada, o retorno dos píers de sua pousada à água. Em Nazaré Paulista (a 64 km de SP), Marco José Cardoso falava animado sobre a volta dos clientes ao seu clube náutico. Mas quem depende do Cantareira segue apreensivo. Trindade mantém os dois monitores do seu computador ligados nos sites do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e da Sabesp - companhia paulista de abastecimento.

 

Veja também

Abraham Weintraub é reeleito como diretor executivo no Banco Mundial por mais dois anos
Brasil

Abraham Weintraub é reeleito como diretor executivo no Banco Mundial por mais dois anos

Brasil acumula 159,4 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia
boletim

Brasil acumula 159,4 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia