Após reintegração de posse, Jardim Botânico é invadido durante a noite

Instituto de Pesquisas Jardim Botânico informou nesta terça-feira (8) que houve um atentado contra o parque e uma invasão

Vereador foi conhecer de perto o trabalho da guarda no Cabo de Santo AgostinhoVereador foi conhecer de perto o trabalho da guarda no Cabo de Santo Agostinho - Foto: Divulgação

O Instituto de Pesquisas Jardim Botânico informou nesta terça-feira (8) que houve um atentado contra o parque e uma invasão que durou cerca de cinco horas. Segundo a assessoria de imprensa do instituto, um artefato foi lançado contra o setor de compostagem do horto florestal por volta das 22h15 de ontem (7). A invasão foi registrada na Delegacia de Polícia da Gávea (15ª DP).

De acordo com a nota, o mais provável é que tenha sido um coquetel molotov, artefato improvisado feito a partir de combustível e fogo, que atingiu um carro do instituto.

Ao mesmo tempo, um grupo de cerca de 25 homens encapuzados invadiu o parque e rendeu o segurança do local. Segundo o Jardim Botânico, os invasores roubaram uma arma, um rádio de comunicação e dois celulares. Eles ficaram no local até cerca de 3h30 de hoje.

O parque acredita que a ação tenha sido uma retaliação contra o Jardim Botânico, em resposta à retirada ontem de moradores da comunidade do Horto, que fica dentro dos limites do parque e cuja desocupação foi determinada pela Justiça há cerca de dois anos.

Ontem, durante a reintegração de posse do terreno em favor do Jardim Botânico, houve resistência de moradores e a ação terminou em confronto entre policiais militares e manifestantes. Pelo menos dois idosos ficaram feridos. Dezenas de pessoas passaram mal com gás lacrimogêneo e o spray de pimenta.

O Jardim Botânico informou que, durante o tumulto, uma canaleta do histórico Aqueduto da Levada foi quebrada e foi ateado fogo à porta do setor de Conservação da Área Verde do Jardim.

Veja também

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo
economia

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo

Covid-19: Brasil tem 157,9 mil mortes e 5,43 milhões de casos
boletim

Covid-19: Brasil tem 157,9 mil mortes e 5,43 milhões de casos