Brasil

Ato em São Paulo termina em quebradeira

Ao menos dez estabelecimentos, entre bancos e lojas de grifes, fo­ram depredados

Professor Lupércio em entrevista na manhã desta sexta-feira (27)Professor Lupércio em entrevista na manhã desta sexta-feira (27) - Foto: Marcia Rodrigues/ Folha de Pernambuco

 

Militantes do Movimento Passe Livre (MPL) fizeram na tarde da última quinta-feira (12) um protesto contra o aumento das tarifas dos bilhetes temporais e de integração no transporte público de São Paulo.

Os manifestantes saíram da avenida Paulista e tinham como destino a casa do prefeito João Doria (PSDB), no Jardim Europa (zona Oeste de SP), mas foram impedidos pela Polícia Militar. Parte dos manifestantes que acompanhavam o protesto mascarados iniciaram um tumulto, atacando agências bancárias e pichando vitrines de lojas. Ao menos dez estabelecimentos, entre bancos e lojas de grifes, fo­ram depredados.

 

Veja também

Revalida 2022 aplica segunda etapa de provas neste sábado (25) e no domingo (26)
Educação

Revalida 2022 aplica segunda etapa de provas neste sábado (25) e no domingo (26)

Tragédia de Mariana: Justiça suspende exigências impostas a atingidos
Brasil

Tragédia de Mariana: Justiça suspende exigências impostas a atingidos