Ato pró-Trump na Paulista tem briga e discurso em inglês

Participantes fizeram até um discurso que alertava para a "ameaça comunista" representada por Hillary

Ato pró-Trump na avenida Paulista, em São PauloAto pró-Trump na avenida Paulista, em São Paulo - Foto: Nelson Almeida/AFP

Um grupo de entusiastas brasileiros do candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, realizou um ato para apoiá-lo na tarde deste sábado (29) na avenida Paulista.

Cerca de 30 pessoas portavam bandeiras do Brasil e dos EUA e cartazes da campanha de Trump e outros com dizeres como "Hillary is the american Dilma" (Hillary é a Dilma americana).

Os participantes fizeram um discurso em inglês (um inglês quase incompreensível) e em português, que alertava para a "ameaça comunista" representada por Hillary e terminava parafraseando o slogan de campanha de Trump ("Faça a América grandiosa novamente"): "Together we will make the world great again" (juntos faremos o mundo grandioso novamente).

Em seguida os apoiadores gritaram o nome do candidato.

Em número semelhante, manifestantes contrários a Trump passaram a criticar o ato. Com uma faixa da Frente Antifascista, os anti-Trump gritavam: "Ei, camarada, você é uma piada".

Houve um rápido confronto entre os grupos, em seguida ao qual a Polícia Militar deteve alguns dos anti-Trump e fez um cordão de isolamento para separá-los.

Veja também

Argentina mantém fronteira fechada para o Brasil
Coronavírus

Argentina mantém fronteira fechada para o Brasil

Em 24 horas, país registra 721 mortes e 34 mil novos casos de Covid-19
Coronavírus

Em 24 horas, país registra 721 mortes e 34 mil novos casos de Covid-19