Belo Horizonte confirma terceira morte por febre amarela

Desde julho de 2017 até a última terça-feira (23), foram confirmados no estado 47 casos de febre amarela, com 25 mortes

Mosquito transmissor da Febre amarela, Haemagogus leucocelaenusMosquito transmissor da Febre amarela, Haemagogus leucocelaenus - Foto: Fio Cruz

A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte confirmou a terceira morte na cidade causada por febre amarela desde julho. O homem de 42 anos estava internado em um hospital público e faleceu na última segunda-feira (22). A contaminação ocorreu em um sítio fora da capital mineira, em outro município da região metropolitana, segundo informou a secretaria na noite de ontem (26).

Situação de emergência
No último dia 20, o governo de Minas Gerais decretou situação de emergência de saúde pública em três regionais do estado por seis meses devido à febre amarela. Além da região de Belo Horizonte, estão sob efeito da medida as áreas de Itabira e Ponte Nova, totalizando 94 cidades.

O decreto autoriza a adoção de medidas administrativas para conter o surto da doença, como aquisição de insumos e contratação de serviços de atendimento.

Desde julho de 2017 até a última terça-feira (23), foram confirmados no estado 47 casos de febre amarela, com 25 mortes. A contagem não inclui o óbito registrado em Belo Horizonte.

Leia também:
Em Pernambuco, quarta notificação foi de criança
Nova fábrica deve dobrar produção de vacina contra febre amarela no país 

Na capital mineira, 134 mil pessoas já foram vacinadas neste ano, deixando a cidade com 88% de imunização. As doses da vacina estão disponíveis em 152 centros de saúde da capital mineira, que podem ser procurados de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Veja também

Menina de dez anos engravida após ser estuprada no ES
Crime

Menina de dez anos engravida após ser estuprada no ES

Brasil registra 1.060 mortes e 50.644 novos casos por Covid-19 nas últimas 24h
Coronavírus

Brasil registra 1.060 mortes e 50.644 novos casos por Covid-19 nas últimas 24h