Celso de Mello já assiste ao vídeo da reunião e deve decidir sobre liberação até sexta

O ministro já começou a assistir ao vídeo e informa que vai liberar a sua decisão ate a próxima sexta-feira (22) -ou ate antes

Celso de MelloCelso de Mello - Foto: Divulgação/Agência Brasil

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), recebeu nesta segunda (18), em seu gabinete, o pendrive contendo a íntegra da reunião em que o presidente Jair Bolsonaro teria ameaçado demitir Sergio Moro se ele não mudasse a direção geral da Policia Federal.

O ministro já começou a assistir ao vídeo e informa que vai liberar a sua decisão ate a próxima sexta-feira (22) -ou ate antes.

A defesa de Moro pede que as imagens sejam divulgadas na íntegra, para que se possa analisar o contexto em que Bolsonaro fez reclamações sobre órgãos de inteligência e ameaçou trocar ministros.

Leia também:
Covid-19: Moraes diz que STF dificulta descumprimento do federalismo
STF julga na quarta-feira ações sobre bloqueio do WhatsApp


Já o governo pede que Celso de Mello autorize a divulgação só de trechos, alegando que na reunião foram discutidos temas sensíveis que podem, se divulgados, ameaçar a segurança. nacional.

Veja também

Presidente sanciona lei com prioridades para vacinação
Covid-19

Presidente sanciona lei com prioridades para vacinação

Covid-19: Brasil tem 42,2 mil casos e 1,3 mil mortes em 24 horas
BOLETIM NACIONAL

Covid-19: Brasil tem 42,2 mil casos e 1,3 mil mortes em 24 horas