Chefe do tráfico no Rio é expulso do Paraguai e trazido para o Brasil

O chefe do tráfico na Favela de Acari, zona norte do Rio de Janeiro, foi preso nesse sábado (15), em Assunção, pela Senad e pela Polícia Federal brasileira

Capilé, de 35 anos, tinha ordem de prisão no Brasil por tráfico de drogas e homicídio. Ele foi preso em uma casa de alto padrão em um bairro residencial da zona oeste da capital paraguaiaCapilé, de 35 anos, tinha ordem de prisão no Brasil por tráfico de drogas e homicídio. Ele foi preso em uma casa de alto padrão em um bairro residencial da zona oeste da capital paraguaia - Foto: Norberto Duarte / AFP

A Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad) informou em sua conta no Twitter que o traficante Carlos Eduardo Sales Cardoso, conhecido como Capilé, foi expulso do país e entregue às autoridades brasileiras.

O chefe do tráfico na Favela de Acari, zona norte do Rio de Janeiro, foi preso nesse sábado (15), em Assunção, pela Senad e pela Polícia Federal brasileira.

Capilé, de 35 anos, tinha ordem de prisão no Brasil por tráfico de drogas e homicídio. Ele foi preso em uma casa de alto padrão em um bairro residencial da zona oeste da capital paraguaia.

Leia também:
João de Deus sacou R$ 35 milhões, confirma MP
Pai reconhece corpo da filha sequestrada no Cabo de Santo Agostinho
Papa Francisco apoia Pacto Mundial para a Migração


Carlos Eduardo Sales Cardoso, o Capilé, chefe de narcotráfico, foi preso em Assunção, no Paraguai.

No imóvel, foram encontrados 86 relógios de luxo, além de R$ 3 mil em dinheiro e US$ 11.800, de acordo com a Senad.

Veja também

Secretário de Saúde de Pernambuco critica entraves diplomáticos que afetam vacinação no Brasil
Covid-19

Longo critica entraves diplomáticos à vacina: "Não podem colocar em xeque a saúde dos brasileiros"

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões