Chuvas e ventos causam estragos no Rio Grande do Sul

Porto Alegre e cidades do interior foram atingidas por alagamentos, destelhamento de casas, falta de energia elétrica e queda de árvores

Chuvas Chuvas  - Foto: Reprodução/Twitter

As fortes chuvas, tempestades de granizo e vendavais causaram estragos durante a noite da última quarta-feira (18) e madrugada desta quinta (19) no Rio Grande do Sul.

A capital Porto Alegre e cidades de todo o interior do estado foram atingidas por alagamentos, destelhamento de casas, falta de energia elétrica e queda de árvores. Estradas também foram bloqueadas.

Ventos de 134 quilômetros por hora (km/h) foram registrados em Cruz Alta; em Soledade chegaram a 112 km/h. Segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul não há registro de pessoas feridas, apenas danos materiais.

Leia também:
Chuvas intensas já afetam 100 cidades no Rio Grande do Sul
Rio Grande do Sul assina acordo com a União para combater a criminalidade

As tempestades avançaram ontem do Oeste e Sul gaúcho para o restante do estado em decorrência da instabilidade de uma massa de ar quente e úmido, agravadas depois por uma frente fria.

Segundo o MetSul Meteorologia, quase todo o Rio Grande do Sul não tem mais risco de temporal, mas o tempo segue instável, com predomínio de nuvens e chuvas a qualquer hora. As tempestades se deslocam agora para Santa Catarina e Paraná.

Veja também

STF rebate Bolsonaro e afirma que não proibiu governo federal de atuar contra pandemia
Justiça

STF afirma que não proibiu governo federal de atuar contra pandemia

Mais de 70 pacientes já foram transferidos de Manaus para outros estados
Pandemia

Mais de 70 já foram transferidos de Manaus para outros estados