Confronto no Rio deixa mais de mil alunos sem aulas

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, uma creche e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil não funcionaram no turno da manhã e também não abriram no turno da tarde

Círculo de Fogo: A Revolta Círculo de Fogo: A Revolta  - Foto: Divulgação

 

Mais um dia de confronto entre traficantes de drogas que atuam nas regiões do Rio Comprido, Santa Teresa, Catumbi e Estácio e lutam pelo domínio do tráfico de drogas deixou 1.280 alunos das escolas e Espaços de Desenvolvimento Infantil da prefeitura do Rio de Janeiro sem aulas na última terça-feira (4). Pela manhã, houve confronto envolvendo traficantes dos morros do Fallet e da Coroa, que ficam nos bairros do Rio Comprido e Santa Teresa.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, uma creche e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil não funcionaram no turno da manhã e também não abriram no turno da tarde. As unidades atendem a 656 alunos.

Em Santa Teresa, uma creche que atende a 224 alunos também não funcionou. Policiais do Bope que patrulhavam as comunidades do Fallet/Fogueteiro prenderam dois suspeitos com uma pistola automática e dois carregadores. Os tiroteios tiveram início na noite da última sexta-feira.

 

Veja também

Sem máscara, Bolsonaro comemora independência dos EUA com embaixador
Bolsonaro

Sem máscara, Bolsonaro comemora independência dos EUA com embaixador

BNDES disponibiliza R$5 bi para micro, pequenas e médias empresas
Economia

BNDES disponibiliza R$5 bi para micro, pequenas e médias empresas