Desmatamento na Amazônia em julho cresce 278% em relação ao mesmo mês em 2018

Em junho deste ano, o Deter apontou crescimento de 88% no desmatamento em relação a junho de 2018

Desmatamento da AmazôniaDesmatamento da Amazônia - Foto: Felipe Werneck/Ibama

O desmatamento na Amazônia em julho deste ano teve crescimento de 278% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os dados são do Deter (Detecção do Desmatamento em Tempo Real), sistema do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) que visa ajudar o Ibama a combater o desmatamento.

Em junho deste ano, o Deter apontou crescimento de 88% no desmatamento em relação a junho de 2018.

Os dados do Deter que mostram o crescimento da destruição na Amazônia abriram uma crise entre o Inpe e o presidente Jair Bolsonaro (PSL), que culminou com a exoneração, na última sexta, do diretor do instituto, Ricardo Galvão.

Leia também:
Maus brasileiros divulgaram números mentirosos sobre Amazônia, diz Bolsonaro
The Economist vê Amazônia sob risco de morte e pede vigília global
Após críticas a Inpe, Bolsonaro diz que instituto terá novos dados sobre desmatamento
Bolsonaro diz que novos dados sobre desmatamento podem sair nesta quarta-feira


Bolsonaro chegou a falar que Galvão poderia estar a "serviço de alguma ONG". Galvão defendeu os dados de desmate do instituto e respondeu aos ataques pessoais de Bolsonaro."Ele [Bolsonaro] tem um comportamento como se estivesse em botequim", disse Galvão, no dia 20 de julho.

O governo Bolsonaro continuou a atacar os dados do Inpe. Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, e Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia, se manifestaram contra informações do desmate produzidas pelo Inpe.

Na segunda, Bolsonaro afirmou que "maus brasileiros" divulgaram "números mentirosos" sobre o desmatamento na floresta Amazônica.

Pontes, também na segunda, anunciou um militar, Darcton Policarpo Damião, para a direção interina do Inpe.

Veja também

Pesquisadores criam tecnologia para eliminar metal cancerígeno da água
Pesquisa

Pesquisadores criam tecnologia para eliminar metal cancerígeno da água

Ernesto cita filósofo chinês em rede social, em crítica velada à China
Postagem

Ernesto cita filósofo chinês em rede social, em crítica velada à China