Dinheiro relacionado a lavagem de dinheiro é repatriado ao Brasil

Dinheiro repatriado estava em nome de brasileiros, donos de uma empresa de viagens e turismo ligados à lavagem de dinheiro

DinheiroDinheiro - Foto: Arquivo/Folha de Pernambuco

O Brasil recuperou cerca de R$ 745 mil que estavam bloqueados no Merchants Bank, em Nova York, nos Estados Unidos. O dinheiro repatriado está relacionado a crime contra o sistema financeiro nacional e de lavagem de dinheiro e estava em nome de brasileiros, donos de uma empresa de viagens e turismo.

A repatriação foi realizada pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça, após cooperação jurídica internacional.

Leia também:
Maluf chega a Brasília para cumprir pena por lavagem de dinheiro
PGR denuncia Geddel e irmão por lavagem de dinheiro e associação criminosa


As investigações começaram em 2003, com a apuração sobre atividades de ex-correntistas da extinta agência do Banestado, em Nova York. As autoridades brasileiras verificaram a existência de investigações preliminares autônomas, realizadas por agentes e autoridades norte-americanas, em torno de vários dos alvos das apurações brasileiras.

Segundo as investigações, os réus brasileiros, donos da conta, atuavam como doleiros e utilizavam de empresa para evadir e manter no exterior valores que deveriam ter sido declarados no Brasil, bem como para lavagem de dinheiro.

As autoridades brasileiras e norte-americanas definiram em acordo pela divisão igualitária do valor bloqueado , tendo em vista que houve cooperação mútua entre os dois países para a obtenção do bloqueio dos ativos relativos à conta bancária em questão. Em janeiro deste ano, o valor de cerca de US$ 240 mil foi efetivamente transferido para a jurisdição brasileira e depositado em conta bancária judicial, no montante de aproximadamente R$ 745 mil, valor que será destinado à conta única do Tesouro Nacional.

Veja também

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado