Em quatro dias, Minas Gerais já soma 60 ônibus incendiados

A onda de ataques começou no domingo e atingiu também delegacias, agências bancárias e dos correios, Câmara Municipal e veículos de agentes penitenciários

Ônibus incendiado em Minas GeraisÔnibus incendiado em Minas Gerais - Foto: Folhapress

Chegou a 60 o número de ônibus incendiados em 29 cidades do estado de Minas Gerais nesta quarta-feira (6). A Polícia Militar informou que não divulgará detalhes sobre as ocorrências para não prejudicar as investigações em curso.

Leia também
Onda de ataques a ônibus atinge 17 cidades de Minas
Em protesto, policiais invadem Palácio da Liberdade, sede do governo de MG


Durante a madrugada, dois ônibus foram incendiados na cidade de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. A onda de ataques começou no domingo (3) e atingiu também delegacias, agências bancárias e dos correios, Câmara Municipal e veículos de agentes penitenciários. Não houve feridos.

Segundo o governador Fernando Pimentel (PT), os ataques partiram de uma facção criminosa que atua no país todo –os principais ataques foram em redutos do PCC. A polícia já prendeu 39 suspeitos de ligação com os crimes e apreendeu 20 menores.

A investigação em Minas está sob sigilo envolve uma força-tarefa entre as polícias, incluindo a Polícia Federal. A Secretaria de Segurança Pública diz que o policiamento foi reforçado onde houve ataques.

Veja também

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)
Coronavírus

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus
Coronavírus

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus