Escolas do Rio terão argamassa blindada, estima Crivella

Medida visa a evitar que balas perdidas atinjam alunos e funcionários

Marcelo Crivella (PRB), prefeito do Rio de JaneiroMarcelo Crivella (PRB), prefeito do Rio de Janeiro - Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, disse , neste sábado (3), que ainda pretende aplicar argamassa blindada nas escolas municipais cariocas, para evitar que balas perdidas atinjam alunos e funcionários. A proposta foi anunciada pelo prefeito em abril do ano passado.

“Fizemos testes na Polícia Militar e hoje ela está sendo testada na Polícia Civil. Testamos de maneira não oficial na Polícia Militar, e ela resistiu a tiros de fuzil a 15 metros. Agora estamos testando na Polícia Civil. Logo, logo, vai estar sendo usada. Acho que nas próximas semanas”, disse Crivella.

Memória
A medida foi anunciada por Crivela logo depois que uma bala perdida matou a menina Maria Eduarda da Conceição, de 13 anos, durante uma operação policial em Acari. A estudante estava tendo aula de educação física no ginásio da Escola Municipal Jornalista Daniel Piza, quando foi atingida por tiros, em 1º de abril de 2017.

Leia também:
PRF apreende 6 toneladas de maconha e 3,5 mil munições que iriam para o RJ
Temer cria comissão contra violações durante intervenção federal
Em viagem, Crivella se diz grato por intervenção na segurança do Rio


Dois dias depois da morte de Maria Eduarda, Crivella disse que já tinha encomendado a argamassa especial de uma empresa norte-americana. Neste sábado, dez meses depois, Crivella disse que a chamada argamassa armada foi desenvolvida por uma empresa brasileira e está passando por testes na polícia.

Veja também

Covid-19: Brasil confirma 14.318 casos e 335 mortes nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS

Brasil confirma 14.318 casos e 335 mortes em 24 horas

75% dos eleitores em São Paulo são contra volta às aulas, diz Datafolha
CAPITAL

75% dos eleitores em São Paulo contra volta às aulas, diz Datafolha