'Espero que a justiça seja feita', diz Oprah Winfrey sobre João de Deus

Oprah visitou João de Deus em 2012, para gravar uma edição do programa 'Oprah's Next Chapter'

Oprah Winfrey Oprah Winfrey  - Foto: Frederic J. Brown / AFP

A apresentadora americana Oprah Winfrey divulgou, na quarta-feira (12), uma nota sobre as acusações de assédio sexual contra João de Deus. Mulheres que procuraram o médium para tratamentos espirituais afirmam que foram abusadas por ele. "Eu tenho empatia pelas mulheres que estão se apresentando agora e espero que a justiça seja feita", afirmou ela.

Oprah visitou João de Deus em 2012, para gravar uma edição do programa "Oprah's Next Chapter". O episódio, que foi ao ar em 2013, foi retirado do canal dela do YouTube e de seu site oficial.

A apresentadora esteve na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde João faz os seus atendimentos. Oprah acompanhou sessões e chegou a segurar instrumentos enquanto ele fazia operações.

Leia também:
Após pedido de prisão, casa de João de Deus amanhece esvaziada e com protesto
Ministério Público pede prisão de João de Deus após relatos de abuso sexual
De Temer a Oprah Winfrey: veja os famosos que frequentaram casa de médium João de Deus


A americana foi uma das maiores defensoras do #MeToo, movimento que denunciava assédios sexuais sofridos por estrelas do cinema dos Estados Unidos.

Veja também

Vitória contra a Colômbia cria "casca" para a seleção brasileira, diz Tite
Copa América

Vitória contra a Colômbia cria "casca" para a seleção brasileira, diz Tite

Kleber Mendonça Filho integra o júri do Festival de Cannes
Cinema

Kleber Mendonça Filho integra o júri do Festival de Cannes