Família americana desaparece após assalto em embarcação no Pará

A região, que fica na foz do rio Amazonas, é entrecortada por uma extensa rede de vias fluviais

Família desapareceu no município de Breves, Marajó, estado do ParáFamília desapareceu no município de Breves, Marajó, estado do Pará - Foto: Reproducão/ Instagram

Uma família americana está desaparecida há dois dias nas matas do município de Breves, região do Marajó, a 223 quilômetros de Belém (PA). O casal Adam Harris Heart, 39, Emily Faith Heart, 37, e suas duas filhas (3 e 7 anos) sumiram depois que balsa em que estavam ter sido assaltada. A família, em viagem pela América do Sul, saiu de Belém no domingo (29) com destino a Macapá (AP). A secretaria de Segurança do Pará conduz operação de busca na área.

Leia também:
Idoso que sumiu em Camaragibe continua desaparecido
Naufrágio deixa dois mortos e refugiados desaparecidos na fronteira entre Mianmar e Bangladesh
Um morto e um desaparecido no Haiti após passagem de Irma


A viagem, que deveria durar 48 horas, foi interrompida por volta das 19h de domingo, quando o empurrador Taigó I e a balsa Andorinha foram abordados por assaltantes, no rio Furo Grande, zona rural do município de Breves. A região, que fica na foz do rio Amazonas, é entrecortada por uma extensa rede de vias fluviais. Passageiros e tripulação da balsa, embarcação que faz o transporte de carga, tiveram seus objetos pessoais roubados.

Uma das vítimas ouvidas pela reportagem, que não quis se identificar, afirma que os americanos deixaram a embarcação por conta própria. Após o assalto, já por volta da meia noite, a balsa e o empurrador atracaram na vila "Porto dos Dias", às proximidades, para chamar a polícia.

Quando a embarcação chegou à vila, que fica no rio Jacaré Grande, a família já havia desaparecido, levando consigo apenas uma mochila e deixando uma van e outros pertences para trás, já apreendidos pela polícia do Amapá.

Moradores da vila, em que moram cerca de 160 famílias, conduziram buscas por dois dias. A embarcação aguardou o reaparecimento da família até a terça, 31, antes de partir rumo a Macapá.

"A mulher americana era a única que falava português. Ela estava com pé torcido, com uma bota ortopédica", conta a testemunha. "Tem rastro dela na praia, perto da vila. O rastro vai da praia para rio, não vai para o mato." Até a tarde desta quarta-feira (1º), a família não havia sido localizada.

A área é conhecida pelos constantes assaltos, já que não há sinal de telefonia. Distante oito horas da capital amapaense, o local fica no meio do trajeto entre o município de Breves e Macapá.

Família
Em seu perfil no Instagram, que tem cerca de 118 mil seguidores, a família diz que está na estrada desde 2012. "Da Califórnia à América do Sul de van", diz o perfil, em livre tradução do inglês. O casal, que à época da partida tinha uma filha, também mantém um site no qual descreve a viagem que inclui países como Chile, Argentina e Peru.
Ainda segundo o site, Adam é artista e Emily, designer de moda. Em 2014, já em Florianópolis (SC), o casal teve sua segunda filha.

Buscas
Em nota, a secretaria de segurança do Pará informou conduzir operação que inclui inquérito para investigar o desaparecimento, trabalho de buscas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros com apoio de um helicóptero e investigação das redes sociais da família, buscando informações nos Estados Unidos e em Florianópolis (SC), onde os norte-americanos teriam residência. Na segunda-feira, 31, equipes de busca encontraram parte dos objetos roubados nas matas da redondeza.

Veja também

Presidente do Butantan diz que pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020
Declaração

Presidente do Butantan diz que pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020

Fiocruz diz que só deve entregar primeiras doses da vacina em março
Vacina

Fiocruz diz que só deve entregar primeiras doses da vacina em março