Brasil

Força-tarefa começa a atuar em presídios de Manaus

De acordo com a portaria, a força-tarefa permanecerá por 90 dias exercendo as atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos

Rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em ManausRebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária começa atuar no interior dos presídios de Manaus onde ocorreram os massacres que vitimaram 55 detentos no domingo (26) e segunda-feira (27). A Portaria nº 564, do Ministério da Justiça e Segurança Pública está publicada na edição desta quarta-feira (29) do Diário Oficial da União. A medida atende à solicitação feita pelo governo do Amazonas.

De acordo com a portaria, a força-tarefa permanecerá por 90 dias, a contar dessa terça-feira (28), exercendo as atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos, em apoio ao governo do estado, que dará estrutura logística e sob a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do estado. “O número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública obedecerá ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação”, diz ainda o documento.

Leia também:
Bolsonaro está 'consternado' com mortes em Manaus, diz porta-voz
Sem espaço no IML, Manaus usa caminhão frigorífico para armazenar corpos de vítimas
Governo do Amazonas pede transferência de nove presos após massacre em Manaus


Presídios federais
Nessa terça-feira (28), vários detentos, considerados líderes dos massacres, começaram a ser transferidos para presídios federais. Outros presos serão transferidos nesta quarta.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em uma postagem na sua conta no Twitter, ontem, disse que o ministério disponibilizaria vagas nos presídios federais para transferência das lideranças envolvidas nos “massacres”.

Veja também

"Problema localizado", diz Lewandowski sobre fuga de presos em Mossoró
Mossoró

"Problema localizado", diz Lewandowski sobre fuga de presos

Sábado de Carnaval: polícia prende homem com 452 cartões no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo
SAMBÓDROMO

Sábado de Carnaval: polícia prende homem com 452 cartões no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo