Forças de segurança fazem operação em São Gonçalo, no Rio

A meta é cumprir mandados de prisão, de busca e de apreensão contra pessoas acusadas de envolvimento com o crime organizado

O PM foi atingido por disparos, durante operação conjunta entre Forças Armadas e a polícia na Baixada FluminenseO PM foi atingido por disparos, durante operação conjunta entre Forças Armadas e a polícia na Baixada Fluminense - Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Em uma ação conjunta das polícias civil e rodoviária federal, forças de segurança que vêm atuando no estado realizam na manhã desta sexta-feira (2) operação no bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

A meta é cumprir mandados de prisão, de busca e de apreensão contra pessoas acusadas de envolvimento com o crime organizado e suas atuações na área de tráfico de drogas e na prática de crimes.

A ação das forças de segurança envolve cerca de mil militares e 170 policiais, com o apoio de helicóptero das Forças Armadas, que lançam panfletos sobre as ruas do bairro com o objetivo de denunciar os criminosos que agem na comunidade.

Leia também:
Detenções, apreensão de drogas e polêmica após vasta operação militar no Rio
Violência no Rio faz Correios cobrarem taxa extra de R$ 3,00


Embora a operação tenha começado no fim da madrugada, ainda não há informações oficia sobre confrontos com traficantes, prisões ou mesmo apreensões de armas e drogas.

A Secretaria Estadual de Segurança confirmou a presença de mais de mil homens das Forças Armadas, que atuam no cerco da área, na desobstrução de vias e procurando dar tranquilidade aos moradores das comunidades, enquanto os policiais fazem as incursões nas favelas para cumprir os mandados.

Paralelamente, cerca de 70 agentes da Polícia Rodoviária Federal fazem o cerco da região, montando barreiras e vistoriando veículos nas rodovias federais que cortam a região do Jardim Catarina.

Na ação, as forças de segurança interditaram ruas e avenidas próximas às comunidades atingidas pela operação, além de restringir o espaço aéreo nas imediações em que a operação ocorre.

Veja também

Brasil registra 497 mortes e 24.858 casos de Covid-19 nas últimas 24h
Coronavírus

Brasil registra 497 mortes e 24.858 casos de Covid-19 nas últimas 24h

Nova diretoria da Anvisa reúne militar bolsonarista, apadrinhado do centrão e defensora da cloroquin
Anvisa

Nova diretoria da Anvisa reúne militar bolsonarista, apadrinhado do centrão e defensora da cloroquin