Girafa de 7 anos morre no Zoológico de Brasília

Veterinários observaram alterações nos rins e desidratação, além de redução na atividade intestinal

Yvelise, girafa que tinha sete anos Yvelise, girafa que tinha sete anos  - Foto: Divulgação/Zoológico de Brasília

A Fundação Zoológico de Brasília informou neste domingo (25), por meio de nota, que a girafa Yvelise morreu sábado (24), de uma obstrução no cólon (intestino) que levou a uma necrose.

A girafa vinha sendo acompanhada desde quarta-feira (21), quando manifestou comportamento apático e falta de apetite.

Em exames, os veterinários constataram alterações nos rins e desidratação, além de observarem redução na atividade intestinal.

Na sexta-feira (23), os especialistas decidiram fazer uma cirurgia para identificar “a origem da obstrução e realizar, caso fosse possível, a remoção”. O procedimento foi realizado no sábado, quando se constatou a necrose no cólon, em consequência de torção de uma das alças intestinais.

Leia também:
Girafas entram para a lista de animais ameaçados de extinção
Macaco morto por febre amarela fecha zoológico e Jardim Botânico de SP



De acordo com a Fundação Zoológico, Yvelise será taxidermizada (empalhada). A equipe veterinária considerou “fatalidade” a morte da girafa. “Mamíferos ruminantes estão sujeitos a esse tipo de alteração no sistema digestório, que muitas vezes não permite tempo para uma intervenção, e compete à equipe veterinária ser ágil e resoluta”, destacou o comunicado.

Segundo a administração do Zoológico de Brasília, toda a equipe técnica, os tratadores e os funcionários da manutenção e do administrativo permaneceram em regime de plantão 24 horas desde quando o animal começou a passar mal. O órgão reiterou o compromisso com o bem-estar dos animais e a conservação das espécies com as quais trabalha.

Veja também

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h
CORONAVÍRUS

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA