Governadores do Nordeste falam em impeachment de Bolsonaro

No Twitter, Flavio Dino fez referência ao processo que culminou com o afastamento de Fernando Collor de Mello em 1992

Governador do Maranhão, Flávio DinoGovernador do Maranhão, Flávio Dino - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Dois governadores do Nordeste defenderam o impeachment de Jair Bolsonaro após a demissão do ministro Sergio Moro (Justiça).

Em video enviado a colegas, o governador  do Piauí Wellington Dias (PT-PI) afirma que "é impeachment ou renúncia". "A situação é grave e o presidente Bolsonaro perdeu a capacidade de liderar o país", disse. "Há crimes em investigação no Congresso Nacional e no STF, agora ou é renúncia ou é o impeachment. Não há escolha, é o Brasil que tem que ser colocado em primeiro lugar."

Leia também:
Nem direita radical fica com Bolsonaro na demissão de Moro
Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pede renúncia de Bolsonaro
Secretário do Consumidor coloca cargo à disposição após saída de Moro

No Twitter, o governador do Maranhão, Flavio Dino (PC do B-MA) fez referência ao processo que culminou com o afastamento de Fernando Collor de Mello em 1992. "Moro está para Bolsonaro como o Fiat Elba esteve para Collor. A prova que faltava. Agora não falta mais."

Veja também

Caminhoneiros iniciam atos no País, mas adesão à greve é incerta
Brasil

Caminhoneiros iniciam atos no País, mas adesão à greve é incerta

Manual ajuda empresas a atuarem contra fake news
Brasil

Manual ajuda empresas a atuarem contra fake news