Ibama interdita operação de novo cais no porto de Pecém

A CearáPortos, responsável pela unidade, foi multada em R$ 1,5 milhão por falta de licença para utilização da área

Haddad conversará com Lula através de imagens Haddad conversará com Lula através de imagens  - Foto: Folhapress

O Ibama interditou nesta segunda-feira (21) as operações de um novo cais no Porto de Pecém (CE) por falta de licença para utilização da área, recém inaugurada.

A CearáPortos, responsável pela unidade, foi multada em R$ 1,5 milhão pela infração e poderá recorrer. A estatal, que teve a licença para fazer a obra, havia pedido autorização para operar as novas unidades em fase de teste, mas o Ibama havia negado o pedido. Segundo o órgão, a operação só poderia ser feita após a emissão da licença de operação.

Em fiscalizações realizadas em outubro e novembro, o órgão ambiental detectou transporte de cargas como contêineres, aço e carvão na região, em atividades potencialmente poluentes na nova área. Por causa disso, embargou as operações, que terão que ser feitas nas áreas já licenciadas do porto.

A área nova é a segunda expansão do porto. Orçada em cerca de R$ 700 milhões, tem cerca de 600 metros de novo cais para atender principalmente à CSP (Companhia Siderúrgica de Pecém), que começou a operar na área do porto este ano.

Também era prevista para auxiliar na operação da Ferrovia Transnordestina e da Refinaria Premium da Petrobras, duas obras que ainda não terminaram.
A reportagem não conseguiu contato com a CearáPortos.

Veja também

Covid-19: governo anuncia ações de proteção a crianças e adolescentes
governo

Covid-19: governo anuncia ações de proteção a crianças e adolescentes

Museu da Língua Portuguesa propõe uso da palavra para lidar com a dor
geral

Museu da Língua Portuguesa propõe uso da palavra para lidar com a dor