Incerteza da economia cai 0,4 ponto em junho, diz FGV

Segundo a pesquisadora da FGV Raíra Marotta, apesar do leve recuo, o Indicador de Incerteza segue em patamar elevado

Segundo a FGV, o nível de incerteza ainda é considerado 'alto'Segundo a FGV, o nível de incerteza ainda é considerado 'alto' - Foto: Agência Brasil

O Indicador de Incerteza da Economia, calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 0,4 ponto de maio para junho deste ano, ao passar de 119,5 pontos para 119,1 pontos. A queda veio depois de duas altas do indicador.

O recuo do indicador em junho foi influenciado pelo componente de mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza quanto à economia, que recuou 2,4 pontos entre maio e junho de 2019.

Leia também:
BC reduz projeção de crescimento da economia este ano para 0,8%
Economia com Previdência cai para R$ 915 bi em dez anos, diz relator da proposta


Por outro lado, o componente de expectativa, construído a partir da média dos coeficientes de variação das previsões dos analistas econômicos, subiu 7,6 pontos no mesmo período.

Segundo a pesquisadora da FGV Raíra Marotta, apesar do leve recuo, o Indicador de Incerteza segue em patamar elevado. Raíra disse que a tendência é que o índice continue alto até que se tenha “maior clareza quanto à aprovação das reformas que se mostram necessárias para retomada do crescimento econômico”.

Veja também

Covid-19: Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus
Pandemia

Covid-19: Saúde recruta 2,5 mil profissionais para atuar em Manaus

Governo de Pernambuco e Prefeitura do Recife enviam 200 concentradores de oxigênio ao Amazonas
Ajuda

Governo de Pernambuco e Prefeitura do Recife enviam 200 concentradores de oxigênio ao Amazonas