Indicação do PGR deve ser votada na semana do dia 22, diz Alcolumbre

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro indicou o subprocurador-geral Augusto Aras para a função

O presidente do Senado Federal, Davi AlcolumbreO presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre - Foto: Marcos Brandão/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse nesta segunda-feira (9) que a indicação do novo procurador-geral da República deve ser votada em plenário na semana do dia 22 de setembro. Como o mandato da atual procuradora-geral Raquel Dodge termina no dia 17 deste mês, o cargo deverá ser ocupado interinamente por um substituto.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro indicou o subprocurador-geral Augusto Aras para a função. A indicação passará por uma sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e depois precisa ser aprovada por maioria em plenário.

"Acho que não dá prazo [para votar até o dia 17], porque há um pedido de vista coletivo, que é natural a partir da sabatina. Deve ser na semana do dia 22", disse Alcolumbre ao chegar na vice-presidência da República para uma reunião com Hamilton Mourão, que ocupa de forma interina o comando do país com o afastamento do presidente Jair Bolsonaro para a realização de uma cirurgia.

Leia também:
Procuradores protestam e discutem boicote a cargos em futura gestão da PGR
Indicado à PGR, Aras deve fazer ressalvas à Lava Jato e abordar economia a senadores
Bolsonaro ignora lista tríplice e diz a Augusto Aras que o indicará à PGR

Pela regra, após o fim do mandato de Raquel Dodge, a PGR passará a ser comandada pelo subprocurador-geral da República Alcides Martins, que é o vice-presidente do Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF).

Veja também

Conheça seus direitos no momento da vacinação
Vacinação

Conheça seus direitos no momento da vacinação

Antes de colapso, White Martins pediu transporte de oxigênio e foi ignorada
Coronavírus

Antes de colapso, White Martins pediu transporte de oxigênio e foi ignorada