Justiça põe em leilão mansão de R$ 18 mi da família de Abdelmassih em SP

O valor da venda do imóvel será revertido para quitar uma ação judicial movida em 2009 por uma ex-paciente de Abdelmassih.

Deputado federal Tadeu Alencar (PSB-PE)Deputado federal Tadeu Alencar (PSB-PE) - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Uma mansão pertencente à família do ex-médico Roger Abdelmassih, de 72 anos, irá a leilão por determinação judicial.

A casa, localizada no Jardim Paulista, zona nobre de São Paulo, foi avaliada em R$ 18.480.930,97.

Com quatro andares, a residência possui três suítes -todas com closet; e mais dez vagas de garagem, spa e até cinema distribuídos em 1.292 m² de área construída.
O leilão foi determinado pelo juiz Carlos Goldman, da 12ª Vara Cível da capital paulista.

O valor da venda do imóvel será revertido para quitar uma ação judicial movida em 2009 por uma ex-paciente de Abdelmassih.

À Justiça, a vítima pediu uma indenização por não ter recebido o tratamento de fertilização pelo qual pagou. Em valores atualizados em abril deste ano, o procedimento custaria R$ 137 mil.

O leilão da casa onde viveu a família de Abdelmassih é administrado pelo site Lut. Os primeiros lances só poderão ser feitos a partir da próxima terça-feira (22) e, caso não haja interessados, seguirão até o dia 16 de dezembro.
A casa está no nome dos cinco filhos de Roger Abdelmassih.

Estupros
Roger Abdelmassih ficou conhecido como "médico das estrelas" e considerado um dos principais especialistas em reprodução assistida do país.
Foi condenado a 278 anos de prisão por 48 estupros cometidos contra 37 mulheres em sua clínica, na capital paulista.

Ele ficou foragido por três anos e chegou a liderar a lista de procurados da Secretaria da Segurança de Pública de São Paulo. Foi preso em agosto de 2014, em Assunção, no Paraguai.

Veja também

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado