Brasil

Ladrão sofre infarto durante assalto a farmácia e morre

Caso aconteceu em São Paulo; casal comparsa foi preso

Guilherme Boulos (PSOL)Guilherme Boulos (PSOL) - Foto: Reprodução/Instagram

Um ladrão morreu após sofrer um infarto enquanto assaltava uma farmácia na avenida Renata, na Vila Formosa (zona leste), por volta das 21h30 dessa quarta-feira (28). Um casal foi preso e outro suspeito conseguiu fugir.

De acordo com a Polícia Civil, os quatro suspeitos chegaram ao local e anunciaram o assalto. No momento havia poucas pessoas. Eles pegaram o dinheiro do caixa e um celular de um cliente.

Uma testemunha que passava pelo local percebeu o roubo e avisou os policiais que estavam em um carro parado nas proximidades.

Antes de a quadrilha sair da farmácia, os policiais chegaram, mas um rapaz de 19 anos, uma jovem de 20 anos e um terceiro suspeito conseguiram correr.

O casal foi preso na sequência, ainda na avenida Renata. O outro suspeito conseguiu fugir.

Quando os policiais retornaram ao comércio, encontram Rafael Henrique Silva dos Santos, 23 anos, caído perto do caixa. As vítimas contaram que ele não disse nada e desmaiou. Santos foi socorrido, mas morreu em hospital da região, onde foi constatado o infarto.

Segundo a polícia, com o casal foram encontradas duas armas de brinquedo. O suspeito também estava com R$ 696. Já a jovem portava celulares e R$ 499. Todos os objetos e o dinheiro foram devolvidos às vítimas.

O casal foi reconhecido pelos funcionários e clientes que estavam no local. A Polícia Civil também já pediu as imagens da câmera de segurança da farmácia.

Os investigadores querem tentar identificar, por meio das imagens, o suposto comparsa que fugiu. As vítimas também vão tentar realizar o reconhecimento fotográfico do suspeito.

O caso foi registrado no 31º DP (Vila Carrão) como roubo e será apurado pelo 58º DP (Vila Formosa).

Veja também

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega
São Paulo

PM acusado da morte de lutador de jiu-jitsu se entrega

Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle, é condenado por tráfico internacional de armas
Caso Marielle

Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle, é condenado por tráfico internacional de armas