Lamento que país tenha que combater dois vírus', diz Doria em referência a Bolsonaro

A declaração foi dada em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira (24)

O governador João DoriaO governador João Doria - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), usou o início de sua entrevista coletiva diária sobre a resposta à pandemia do novo coronavírus para exaltar Sergio Moro e criticar o presidente Jair Bolsonaro.

"Lamento que país tenha que combater dois vírus", disse Doria em referência a Bolsonaro Doria disse que o país precisa combater dois vírus: o coronavírus e o "outro vírus que está no Palácio do Planalto". O tucano lamentou a saída de Moro do governo de Jair Bolsonaro.

Leia também:
Ministros do STF enxergam crimes de Bolsonaro na fala de Moro; OAB fará relatório
Saída de Moro provoca panelaços e buzinaços com críticas a Bolsonaro

"A saída de Sergio Moro é um golpe na Justiça, na democracia do Brasil. Lamento muito que o nosso país tenha que combater e lutar contra dois víruus: o coronavírus e o outro vírus que está no Palácio do Planalto, em Brasília", disse Doria.

"São Paulo reconhece e agradece o trabalho do ministro ao longo de sua atuação sempre foi republicano, correto e agiu de forma diligente", completou. Doria disse ainda que Moro "ajudou a escrever as melhores páginas da história do Brasil".

Veja também

Brasil reabre fronteira com Venezuela após mais de 1 ano, mas limita entrada
FRONTEIRAS

Brasil reabre fronteira com Venezuela após mais de 1 ano, mas limita entrada

Brasil tem 18,2 milhões de casos acumulados de covid-19
Coronavírus

Brasil tem 18,2 milhões de casos acumulados de covid-19