Mais um policial militar é assassinado por criminosos no Rio

Sargento foi baleado por criminosos e chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos

Deputado estadual Lucas Ramos (PSB), em entrevista à Rádio Folha.Deputado estadual Lucas Ramos (PSB), em entrevista à Rádio Folha. - Foto: Julya Caminha / Folha de Pernambuco

A assessoria de imprensa da Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro (PMRJ) confirmou neste sábado (14) a morte do 2º sargento Fábio Magalhães Teixeira, baleado quando fazia patrulhamento de trânsito em uma praça da Vila Kennedy, na zona oeste da cidade, na noite da última sexta-feira (13).

Segundo a PM, o sargento foi baleado por criminosos e chegou a ser socorrido com vida, sendo levado para o Hospital Municipal Albert Schweitzer. O policial não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada deste sábado. Lotado do 14º BPM (Bangu), o sargento tinha 44 anos e deixou esposa e um filho. Estava na corporação há 20 anos.

Fábio Magalhães foi atingido por dois disparos que partiram de um carro abordado pelo PM. Os responsáveis conseguiram fugir.

O número de policiais mortos este ano pode ser ainda maior, uma vez que a Delegacia de Homicídios (DH) ainda não confirmou se o corpo encontrado carbonizado dia 7 em Itaguaí, no sul do estado, é do subtenente reformado Cássio Ferreira, que está desaparecido.

Veja também

Ministério da Saúde autoriza uso da Pfizer para 2ª dose de grávidas que tomaram AstraZeneca
VACINAÇÃO

Ministério da Saúde autoriza uso da Pfizer para 2ª dose de grávidas que tomaram AstraZeneca

Covid-19: Brasil tem 19.632.443 casos e 548.340 mortes
Pandemia

Covid-19: Brasil tem 19.632.443 casos e 548.340 mortes