Ministério Público denuncia três pela morte de Vitória Gabrielly

Prisão dos três acusados, que era temporária, foi convertida para preventiva. A denúncia foi feita pelas 1ª e 3ª promotorias de Justiça de São Roque

Ministério Público de São PauloMinistério Público de São Paulo - Foto: Reprodução/Internet

O Ministério Público denunciou nesta segunda-feira (16) o trio preso pelo sequestro e morte da estudante Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12, no dia 8 de junho em Araçariguama (a cerca de 50 km de SP). Eles são acusados de homicídio qualificado, sequestro e ocultação de cadáver.

A prisão dos três, que era temporária, também foi convertida para preventiva. A denúncia foi feita pelas 1ª e 3ª promotorias de Justiça de São Roque (a 66 km de SP). O processo segue para a Vara Criminal da cidade, que vai analisar o pedido.

A decisão ocorreu após a Polícia Civil de Araçariguama encaminhar, no dia 6, o relatório final sobre a morte da jovem.

Leia também:
Polícia conclui caso e acusa trio por assassinato de Vitória Gabrielly
Casal é preso suspeito de envolvimento na morte de Vitória Gabrielly


Caso a Justiça aceite a denúncia, os serventes de pedreiro Julio Cesar Lima Ergesse, 24, Bruno Marcel Oliveira, 33, e a faxineira Mayara Borges de Abrantes, 24, serão julgados por sequestro, homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, recurso que impediu a defesa da vítima e ocultação de cadáver. Os três suspeitos negam as acusações.

Veja também

Anvisa autoriza estudo no Brasil de dose de reforço da vacina da Pfizer/BioNTech
Vacina

Anvisa autoriza estudo no Brasil de dose de reforço da vacina da Pfizer/BioNTech

Brasil tem, nesta sexta (18), o segundo maior registro diário de novos casos da Covid-19
Boletim

Brasil tem, nesta sexta (18), o segundo maior registro diário de novos casos da Covid-19