Ministério Público pede prisão de João de Deus após relatos de abuso sexual

Até terça-ferira (11) foram recolhidos pela Promotoria de Goiás mais de 200 relatos de supostas vítimas do médium

Médium João de DeusMédium João de Deus - Foto: Cesar Itiberê/Fotos Publicas

O Ministério Público de Goiás pediu a prisão do médium João Teixeira de Faria, 76, o João de Deus, após a série de acusações de abuso sexual feitas por mulheres nos últimos dias. A informação foi antecipada pelo blog de Lauro Jardim, do jornal O Globo, e confirmada pela Folha de S. Paulo. Procurada, a defesa de João de Deus ainda não se manifestou sobre esse pedido de prisão.

Uma força-tarefa liderada pela Promotoria de Goiás foi criada para recolher relatos de supostas vítimas do médium e, até terça-feira (11), já havia feito mais de 200 atendimentos, a maioria deles por email. João de Deus nega as acusações e, nesta quarta-feira (12), apareceu pela primeira vez após as denúncias virem à tona na Casa Dom Inácio de Loyola, espécie de hospital espiritual criado por ele em Abadiânia, no interior de Goiás.

Leia também:
Caiado diz que não quer antecipar “juizos de valor” sobre João de Deus
João de Deus aparece para trabalhar, mas fica apenas 10 minutos


"Agradeço a Deus por estar aqui. Ainda sou irmão de Deus. Quero cumprir a lei brasileira. Estou nas mãos da lei. João de Deus ainda está vivo", afirmou a fiéis.
Os relatos de 13 mulheres foram feitos inicialmente ao programa Conversa com Bial e ao jornal O Globo. Desde então, outras denúncias surgiram, levando à criação da força-tarefa em Goiás para receber relatos e depoimentos em parceria com outros estados.

Veja também

Governo defende que civis sejam julgados pela Justiça Militar em caso de ofensa às Forças Armadas
Brasil

Governo defende que civis sejam julgados pela Justiça Militar em caso de ofensa às Forças Armadas

Nise Yamaguchi processa senadores de CPI e pede ao menos R$ 320 mil por danos morais
CPI da Covid

Nise Yamaguchi processa senadores de CPI e pede ao menos R$ 320 mil por danos morais