Moro autoriza envio de força-tarefa penitenciária ao Pará

Segundo a pasta, a força-tarefa vai atuar em atividades de vigilância e custódia de presos, por meio de trabalho de apoio aos órgãos de segurança pública locais

Rebelião no presídio de AltamiraRebelião no presídio de Altamira - Foto: Reprodução

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou nesta terça-feira (30) o envio da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária para o Pará. Os agentes federais devem atuar nos presídios do estado por 30 dias. A decisão atendeu ao pedido do governador do Pará, Helder Barbalho.

Segundo a pasta, a força-tarefa vai atuar em atividades de vigilância e custódia de presos, por meio de trabalho de apoio aos órgãos de segurança pública locais.

Na última segunda-feira (29), uma rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, deixou 57 presos mortos. De acordo com o órgão, 16 detentos foram decapitados e o restante morreu por asfixia. Na manhã desta terça, o governo do Pará iniciou a transferência de 46 líderes do conflito para outros presídios estaduais. Dez detentos serão transferidos para presídios federais.

Leia também:
MJ oferece vaga em presídios federais para líderes de rebelião no Pará
Rebelião deixa mais de 50 detentos mortos em presídio do Pará
Prisão de Altamira tem superlotação, falta de agentes e 'péssimas' condições, diz relatório do CNJ

A rebelião começou por volta das 7h, quando um grupo de presos da facção Comando Classe A (CCA) invadiu a ala dos integrantes do Comando Vermelho (CV), facção rival, e colocou fogo em uma das celas.

De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), o conflito foi um acerto de contas e não um protesto contra as condições do sistema prisional. Dois agentes penitenciários foram mantidos reféns, mas foram liberados ao final da rebelião.

Veja também

Explosão em loja de armas deixa um morto e quatro feridos no Rio de Janeiro
Tragédia

Explosão em loja de armas deixa um morto e quatro feridos no Rio

Pernambucano é único brasileiro a conquistar ouro na Olimpíada Internacional de Matemática
Ciência

Pernambucano é único brasileiro a conquistar ouro na Olimpíada Internacional de Matemática