Motorista que atropelou 17 no Rio não estava alcoolizado, diz polícia

Segundo o próprio motorista, ele sofre de epilepsia e teve um ataque no momento em que dirigia

O acidente deixou um bebê de oito meses morto e 16 pessoas feridasO acidente deixou um bebê de oito meses morto e 16 pessoas feridas - Foto: Antonio Lacerda / Agência EFE

O motorista Antonio Almeida Anaquim, que atropelou 17 pessoas na quinta-feira (18) à noite em Copacabana, não estava alcoolizado, de acordo com o resultado de exame feito pelo Instituto Médico-Legal (IML). Anaquim dirigia pela Avenida Atlântica e, por volta das 20h30, invadiu o calçadão, matando um bebê e ferindo 16 pessoas.

Segundo o próprio motorista, ele sofre de epilepsia e teve um ataque no momento em que dirigia. Policiais encontraram no veículo medicamentos utilizados para tratar a doença. Anaquim está prestando depoimento na Delegacia de Copacabana (12ª DP) desde as 2h de hoje.

Leia também:
Bebê morre em atropelamento no calçadão de Copacabana; mãe fica ferida
Carro invade calçadão e atropela pedestres em Copacabana


Em sua carteira de motorista, estão registradas 14 multas, que somam 62 pontos em infrações. Segundo o Departamento de Trânsito (Detran), Antonio de Almeida Anaquim estava com a habilitação suspensa desde maio de 2014. O motorista, de acordo com o Detran, não cumpriu a exigência de devolução da habilitação. Por ter cometido crime de trânsito e dirigido com a carteira suspensa, ele terá sua documentação cassada.

Veja também

Após exame no pulmão, Bolsonaro diz que fará novo teste para coronavírus
Coronavírus

Após exame no pulmão, Bolsonaro diz que fará novo teste para coronavírus

Nego do Borel sofre acidente de moto e vai parar no hospital
famosos

Nego do Borel sofre acidente de moto e vai parar no hospital