Natal suspende circulação de ônibus pelo segundo dia após fogo em mais veículos

Delegacia da Mulher do município de Caicó também foi atacada por coquetel molotov

Ônibus incendiados no RNÔnibus incendiados no RN - Foto: divulgação/Seturn

Dois ônibus e uma delegacia foram atacados no Rio Grande do Norte na madrugada desta sexta-feira (20). De acordo com a Secretaria de Defesa Social do estado, já são 34 ocorrências – princípio de incêndio ou incêndio – em veículos e prédios públicos. Com isso, a circulação de transporte urbano em Natal foi suspensa pelo segundo dia seguido.

O ataque aos ônibus ocorreu por volta de 2h da manhã. A secretaria informou que três homens usaram coquetel molotov para incendiar os veículos, que estavam na garagem da empresa Reunidas, localizada na Zona Norte de Natal. Na manhã de hoje, o local será periciado e câmeras de segurança devem auxiliar nas investigações.

Em Caicó, no interior do estado, a Delegacia da Mulher também foi atacada com um coquetel molotov. A ocorrência foi registrada por volta de 1h da manhã e, segundo a Defesa Social, uma sala ficou danificada.

Os ataques ocorrem desde a tarde de quarta-feira (18), depois que o governo anunciou a transferência de 220 presos do presídio estadual de Alcaçuz, onde detentos de duas facções – Primeiro Comando da Capital (PCC) e Sindicato do Crime – travam um confronto sangrento há sete dias.

Depois da primeira onda de incêndios, as empresas de ônibus urbano decidiram, em conjunto com os rodoviários, suspender a circulação de veículos em Natal na quinta-feira. O serviço seria normalizado nesta sexta, mas os novos ataques fizeram os sindicatos da Empresas de Transporte Urbano e dos Rodoviários voltarem atrás e deixarem os ônibus na garagem.

O clima na cidade é de apreensão. Na chegada da reportagem da Agência Brasil à cidade, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) faziam uma blitz na BR-403 e abordaram o táxi com lanternas. Eles fizeram um breve interrogatório sobre a origem e a finalidade da viagem e explicaram que o trabalho nas rodovias é um reforço por causa da crise penitenciária.

Na garagem onde os ônibus foram queimados, uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual fazia a segurança do local. A empresa não permitiu que a imprensa tivesse acesso ao local nesta manhã.

Intervenção no presídio

Ainda de acordo com a Secretaria de Defesa Social, o governador vai se reunir na manhã de hoje, na sede do governo, no bairro de Lagoa Nova, com os secretários da pasta e o de Justiça e Cidadania para tratar da crise penitenciária. Está previsto também o início da intervenção da Polícia Militar no presídio de Alcaçuz.

Ainda nesta sexta-feira as Forças Armadas devem desembarcar na cidade para realizar varreduras e inspeções no sistema penitenciário. A previsão de chegada é entre o fim da manhã e o início da tarde de hoje.

Veja também

Decisão do Supremo torna improvável reconstituição de ações da Lava Jato contra Lula
STF

Decisão do Supremo torna improvável reconstituição de ações da Lava Jato contra Lula

Pai de Henry Borel vê 'estratégia' sobre relatos de supostas agressões sofridas por Monique
Caso Henry Borel

Pai de Henry Borel vê 'estratégia' sobre relatos de supostas agressões sofridas por Monique