Ocupação em 181 escolas pode causar cancelamento de provas do Enem

Segundo relatório do MEC (Ministério da Educação) estão ocupadas 181 escolas em 82 cidades de 11 Estados

Deus é mulher e seu nome é Petúnia Deus é mulher e seu nome é Petúnia  - Foto: Reprodução/ Adorocinema

Em coletiva nesta quarta (19) sobre a divulgação dos locais em que serão aplicadas as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016, o ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que ocupações em escolas podem comprometer a realização do exame para 95 mil dos mais de 8,6 milhões de inscritos. Segundo relatório do MEC (Ministério da Educação) estão ocupadas 181 escolas em 82 cidades de 11 Estados. O ministro afirmou que as escolas devem ser desocupadas até o dia 31 de outubro. Caso isso não ocorra, os inscritos nesses locais terão a prova cancelada.

"Espero que o bom-senso prevaleça e as pessoas tenham a sensibilidade", disse Mendonça Filho. Aos eventuais prejudicados, o MEC decidiu que vai aplicar a prova em data posterior a da realização oficial do exame, 5 e 6 de novembro. Por questão de logística, Mendonça Filho descartou a possibilidade de realocar esses inscritos em outras escolas.

O ministro disse ainda que a Advocacia Geral da União estuda providências jurídicas aos responsáveis pelas ocupações, que protestam sobretudo contra a reforma do ensino médio e a PEC do Teto. Se necessária a aplicação da prova em outra data, os custos de aproximadamente R$ 90 por prova poderão ser cobrados judicialmente de alunos e entidades que forem identificados como responsáveis pelas ocupações

Veja também

Burger King é interditado em Salvador após aglomerar com promoção de Dia das Bruxas
Bahia

Burger King é interditado em Salvador após aglomerar com promoção de Dia das Bruxas

Cadeirante morre após ser jogado de viaduto em Bauru, interior de SP
São Paulo

Cadeirante morre após ser jogado de viaduto em Bauru, interior de SP