Odebrecht diz que 'amigo do amigo de meu pai', citado em email, era Toffoli

Procurada, a assessoria do Supremo não se manifestou sobre a menção ao nome de Toffoli

Dias ToffoIi, presidente do Superior Tribunal Federal (STF)Dias ToffoIi, presidente do Superior Tribunal Federal (STF) - Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O empresário e delator Marcelo Odebrecht enviou à Polícia Federal, no âmbito de uma apuração da Lava Jato no Paraná, esclarecimentos sobre menções a tratativas lícitas e ilícitas encontradas em seus emails pelos investigadores.

Uma das menções, segundo Odebrecht, é ao atual presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli.

O episódio foi noticiado nesta quinta-feira (11) pela revista Crusoé.

À época, em julho de 2007, Toffoli não era ministro do STF, mas ministro da AGU (Advocacia-Geral da União), no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O email que motivou o questionamento dos investigadores foi enviado por Marcelo Odebrecht a dois executivos da empreiteira, Adriano Maia e Irineu Meireles. "Afinal vocês fecharam com o amigo do amigo de meu pai?", escreveu Odebrecht. Não há no email nenhuma citação a pagamentos.

Leia também:
Toffoli adia julgamento de prisão em segunda instância 

Odebrecht explicou à PF, segundo a revista, que a mensagem se referia a tratativas que o então diretor jurídico da empreiteira, Adriano Maia, tinha com a AGU sobre temas envolvendo as hidrelétricas do rio Madeira, em Rondônia. "'Amigo do amigo de meu pai' se refere a José Antonio Dias Toffoli", disse.

O empresário não esclareceu quais eram as tratativas, indicando que somente Maia pode explicá-las, por ter sido o responsável por elas.

Eventual apuração sobre o teor do email deverá ser conduzida pela Procuradoria-Geral da República, por envolver um ministro do Supremo. Em nota, a PGR informou que, até esta sexta (12), não havia recebido o material da força-tarefa da Lava Jato no Paraná.

Procurada, a assessoria do Supremo não se manifestou sobre a menção ao nome de Toffoli.

Interlocutores do ministro disseram, reservadamente, que era comum a AGU acompanhar os processos que envolviam grandes obras.

Veja também

Governo anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinadosPandemia

Governo anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinados

Número de novos imigrantes cresce 24,4% no Brasil em dez anosImigrantes

Número de novos imigrantes cresce 24,4% no Brasil em dez anos