Órgão de Proteção Ambiental do Amazonas apreende madeira ilegal na BR-174

A carga estava sendo transportada de Roraima para Manaus em um contêiner e tinha como destino final a cidade de Fortaleza

Crime ambientalCrime ambiental - Foto: Wikipedia

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas e policiais do Batalhão Ambiental interceptaram neste fim semana um carregamento de madeira da espécie nobre maçaranduba. Foram apreendidos 22 metros cúbicos (m3) de madeira serrada na barreira da BR-174, rodovia que liga Manaus à capital de Roraima, Boa Vista. Esta foi a primeira apreensão de madeira neste ano. A carga estava sendo transportada de Roraima para Manaus em um contêiner e tinha como destino final a cidade de Fortaleza.

Leia também
No Sertão, CPRH fecha rinha de galo e apreende armas, madeira ilegal e animais silvestres
PF combate extração ilegal de madeira nobre no Pará


De acordo com o gerente de Fiscalização Ambiental, Abener Brandão, a empresa contratada para o transporte declarou que levava tábuas, vigas e vigotas. Na conferência do carregamento, as tábuas não foram encontradas. “As pessoas sempre tentar burlar a fiscalização colocando espécies que não tem no saldo, ou colocando espécie a mais, madeira a mais. Sempre há um pouco de fraude nesse procedimento de transporte de madeira.”

O caminhão que transportava a carga ilegal para o Ceará foi apreendido, e a empresa transportadora terá de pagar uma multa de R$ 6 mil por crime ambiental, além de passar por processo judicial. A madeira e o caminhão só serão liberados mediante autorização da Justiça. O nome da transportadora não foi divulgado até o momento. A fiscalização ambiental no Amazonas será reforçada nos próximos dias.

Denúncias sobre retirada, transporte ou processamento de madeira ilegal podem ser feitas no Instituto de Proteção Ambiental do estado, em Manaus, ou pelo telefone (92) 2123-6715.

Veja também

Abraham Weintraub é reeleito como diretor executivo no Banco Mundial por mais dois anos
Brasil

Abraham Weintraub é reeleito como diretor executivo no Banco Mundial por mais dois anos

Brasil acumula 159,4 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia
boletim

Brasil acumula 159,4 mil mortes por Covid-19 desde início da pandemia