PF cumpre mandados de prisão contra suspeitos de contrabando no Rio

Para cada mala de viagem que passava pelo canal de inspeção aduaneira sem fiscalização eram cobrados mil dólares

Polícia FederalPolícia Federal - Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

A Polícia Federal e a Corregedoria da Receita Federal cumprem nesta quinta-feira (8) cinco mandados de prisão temporária contra suspeitos de participar de um esquema de contrabando e descaminho no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro.

A Operação Vista Grossa também cumpre sete mandados de busca e apreensão e medidas de afastamento de servidores públicos de suas funções. Os mandados estão sendo cumpridos nos bairros de Copacabana, São Conrado, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, e nas cidades de Cabo Frio (RJ) e Bragança Paulista (SP).

Segundo as investigações, iniciadas há um ano, os membros da quadrilha contratavam pessoas, chamadas de mula, para trazer para o Brasil mercadorias importadas. Os nomes dessas pessoas eram enviados para servidores da Receita Federal, para que fizessem vista grossa e facilitassem a entrada de produtos no país sem o devido pagamento de impostos.

Leia também:
PF deflagra operação contra compra superfaturada de tablets
PF cumpre mandados de prisão em nova fase da Operação Carne Fraca


A quadrilha trazia irregularmente produtos como celulares de alto padrão e com elevado custo de aquisição. Para cada mala de viagem que passava pelo canal de inspeção aduaneira sem fiscalização eram cobrados mil dólares. Já para mochilas, 400 dólares por unidade.

Veja também

Após 5 anos, atingidos pela lama em Mariana esperam reparação
Tragédia

Após 5 anos, atingidos pela lama em Mariana esperam reparação

Eleições 2020: candidatos agora só podem ser presos em flagrante
Política

Eleições 2020: candidatos agora só podem ser presos em flagrante