PF deflagra operação que mira banda Aviões do Forró

Há indícios de que os integrantes forneciam dados falsos ou omitiam dados nas suas declarações de Imposto de Renda

Grupo protesta contra auxílio-alimentação concedido aos vereadores do RecifeGrupo protesta contra auxílio-alimentação concedido aos vereadores do Recife - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram na manhã desta terça-feira (18) a Operação "For All", que investiga fraudes no Imposto de Renda cometidas por um grupo empresarial responsável por famosas bandas de forró, inclusive a Aviões do Forró, além de casas de show no Ceará. A estimativa preliminar já identificou uma omissão de receitas de mais de R$ 300 milhões.

Ao todo, são cumpridos 76 mandados judiciais, sendo 32 de condução coercitiva - quando a pessoa é levada, apenas, para depor - e 44 de busca e apreensão. Não há presos na operação, mas os cantores Solange Almeida e José Alexandre, conhecido como Xand, serão ouvidos pela PF.

Os mandados são cumpridos em Fortaleza e Russas, no Ceará, e Sousa, na Paraíba. Segundo a PF, 260 policiais federais e 35 auditores participam da operação. A Justiça Federal também decretou o bloqueio de imóveis e a apreensão de veículos pertencentes a pessoas ligadas ao grupo.

Há indícios de que os integrantes da organização forneciam dados falsos ou omitiam dados nas suas declarações de Imposto de Renda pessoa física e jurídica, para eximir-se da cobrança de tributos. O grupo ainda adquiria bens, como veículos e imóveis, sem declarar ao Fisco.

Foram encontradas divergências sobre valores pagos a título de distribuição de lucros e dividendos, movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais a descoberto.

Veja também

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h
CORONAVÍRUS

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA