PF investiga desvios de verbas para rodovias federais no Acre e em Rondônia

O esquema investigado envolve servidores do Deracre e do Dnit em Rondônia e empresários

Polícia FederalPolícia Federal - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagou nesta segunda-feira (30) a Operação Buracos para investigar desvios de recursos públicos no Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre) e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em Rondônia, que chegam a R$ 700 milhões. O dinheiro desviado era para obras de construção, pavimentação, conservação e recuperação de rodovias federais.

O esquema investigado envolve servidores do Deracre e do Dnit em Rondônia e empresários. “Os valores eram pagos por serviços não executados e materiais que nunca seriam entregues. O grupo também se utilizava de funcionários fantasmas”, diz a nota da PF. Três servidores do Dnit foram afastados de seus cargos por suspeita de envolvimento com os crimes investigados.

Leia também:
Governo publica MP que aumenta prazo para obras em rodovia
Governo quer iniciar em 2018 leilões para manutenção de rodovias


Policiais federais, com o apoio de auditores do Ministério da Transparência (CGU), do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Receita Federal, cumprem 23 mandados de condução coercitiva e 26 de busca e apreensão nas cidades de Rio Branco, capital do Acre; em Porto Velho, Pimenta Bueno e Ji-Paraná, em Rondônia; Cuiabá, em Mato Grosso; e Araraquara, em São Paulo.

Veja também

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)
Coronavírus

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus
Coronavírus

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus