Polícia de São Paulo prende suspeito de atear fogo em morador de rua

Ele teve prisão temporária decretada pela Justiça

O homem é acusado de atear fogo à vítima, que estava em situação de rua e dormia no momento do ataque, na noite de domingo (5)O homem é acusado de atear fogo à vítima, que estava em situação de rua e dormia no momento do ataque, na noite de domingo (5) - Foto: Reprodução / Record TV

A Polícia Civil de São Paulo deteve, na madrugada desta quarta-feira (8), o suspeito de assassinar Carlos Roberto Vieira da Silva, de 39 anos. Ele teve prisão temporária decretada pela Justiça. O homem é acusado de atear fogo à vítima, que estava em situação de rua e dormia no momento do ataque, na noite de domingo (5).

Leia também:
Justiça decreta prisão de morador de rua que esfaqueou três no Rio
Witzel diz que 'teria dado um tiro na cabeça' de morador de rua que esfaqueou dois no RJ
Negligência é a violação que mais afetou morador de rua em 2018


A ocorrência foi registrada na rua Celso de Azevedo Marques, na Mooca, zona leste da capital paulista. A vítima foi atendida ainda com vida, pelo Corpo de Bombeiros Militar. Os socorristas encaminharam-na ao Hospital Municipal Doutor Carmino Caricchio, unidade situada no Tatuapé, a cerca de oito quilômetros do local, mas não resistiu aos ferimentos. Um inquérito foi aberto pelo 18º Distrito Policial, que apura o caso também mediante imagens capturadas por câmeras de segurança instaladas na região.

Veja também

Anvisa se reúne com laboratório da vacina Sputinik V
Covid-19

Anvisa se reúne com laboratório da vacina Sputinik V

Importação de insumo de vacinas é questão burocrática, diz Bolsonaro
Vacina

Importação de insumo de vacinas é questão burocrática, diz Bolsonaro