Polícia descobre túnel para fuga em Porto Alegre

Segundo o delegado Rafael Pereira, a casa onde o túnel estava sendo escavado chamou a atenção

Túnel já tinha 50 metros em irieção à Cadeia Pública. Faltava apenas 30 metrosTúnel já tinha 50 metros em irieção à Cadeia Pública. Faltava apenas 30 metros - Foto: Rodrigo Zuebell/ssp/rs

 

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul descobriu ontem um túnel em construção que partia de uma casa em direção à Cadeia Pública de Porto Alegre. O objetivo dos envolvidos na escavação era possibilitar a fuga de centenas de presos pertencentes a uma facção criminosa da capital gaúcha.

A polícia levou dois meses para descobrir o plano. O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) já havia levantado a informação de que uma fuga estava sendo planejada, mas não sabia como ou onde os criminosos pretendiam agir.
Segundo o delegado Rafael Pereira, a casa onde o túnel estava sendo escavado chamou a atenção. “Era uma obra com muito mais gente trabalhando do que o habitual para uma casa modesta ”, explicou. A polícia passou, então, a monitorar a movimentação na residência e descobriu a ligação entre os pedreiros e a organização criminosa.

Na ação, foram presas oito pessoas que estavam trabalhando na escavação. O plano era libertar os 200 integrantes da facção criminosa que foram presos. Até mil poderiam escapar pelo mes­mo caminho. Segundo o delegado, o túnel já havia avançado em torno de 50 metros em direção à Cadeia Pública.

 

Veja também

Alunos pobres e pretos são mais afetados emocionalmente na pandemia, diz Datafolha

Alunos pobres e pretos são mais afetados emocionalmente na pandemia, diz Datafolha

Venda de antidepressivos cresce na pandemia e liga alerta para sofrimento mental
Pandemia

Venda de antidepressivos cresce na pandemia e liga alerta para sofrimento mental