Brasil

Polícia diz que carro carbonizado era o mesmo dirigido pelo embaixador grego

O diplomata está desaparecido desde a última segunda-feira (26), quando saiu da casa da família de sua esposa

Cristo Redentor no Rio de JaneiroCristo Redentor no Rio de Janeiro - Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou que a placa do carro carboizado, encontrado na tarde desta quinta-feira (29), embaixo de um viaduto do Arco Metropolitano, em Nova Iguaçu, é a mesma do veículo dirigido pelo embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis. Dentro do carro, foi encontrado um corpo carbonizado.

O delegado Evaristo Pontes, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), também confirmou que o modelo do veículo era o mesmo dirigido pelo diplomata, mas ressaltou que só exames de perícia poderão apontar a identidade do corpo.

“Não posso confirmar categoricamente [que era o veículo do embaixador], pois o carro estava queimado. Eu posso confirmar que tem as mesmas características, que era o mesmo modelo e ostentava uma placa igual à do carro alugado pelo embaixador. Agora, nós vamos fazer as perícias técnicas para saber se o corpo era o do embaixador”, disse Pontes.

O diplomata está desaparecido desde a última segunda-feira (26), quando saiu da casa da família de sua esposa, que é brasileira, no município de Nova Iguaçu. Amiridis mora em Brasília e passava férias no Rio de Janeiro, onde foi cônsul-geral de 2001 a 2004.

O delegado da DHBF disse que espera chegar a conclusões sobre o caso ainda nesta sexta-feira (30): “Eu já tenho uma hipótese sobre o caso, mas prefiro não falar ainda”.

Veja também

Foguete da SpaceX lança dois satélites da Força Aérea Brasileira
TECNOLOGIA

Foguete da SpaceX lança dois satélites da Força Aérea Brasileira

São Paulo quer ampliar 3ª dose contra Covid a adolescentes diante de aumento de casos
Pandemia

São Paulo quer ampliar 3ª dose contra Covid a adolescentes