Polícia Federal investiga incêndio na Chapada dos Veadeiros (GO)

O incêndio, o maior já registrado na região, consumiu mais de 25% da área total do Parque Nacional

Fotos aéreas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros após incêndioFotos aéreas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros após incêndio - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Os peritos da Polícia Federal destacados para investigar o incêndio no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros já estão em contato com técnicos do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) para os levantamentos preliminares.

Leia também:
Com incêndio controlado, bombeiros vão deixar Chapada dos Veadeiros
Campanha de famosos na internet pede doações à Chapada dos Veadeiros, em Goiás

O incêndio, o maior já registrado na região, consumiu mais de 25% da área total do Parque Nacional. A investigação já havia sido solicitada pelo Ministério do Meio Ambiente e cobrada pelo Ministério Público Federal (MPF).

Na semana passada, o MPF em Luziânia (GO) cobrou esclarecimentos da Polícia Federal, do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e do município de Alto Paraíso de Goiás.

Como um dos argumentos para suspeitar de incêndio criminoso, o MPF destaca que o local foi palco de intensa disputa judicial, especialmente no processo de ampliação do Parque Nacional, que passou de 65 mil para 240 mil hectares. Uma das hipóteses é de que o incêndio foi ordenado por pessoas contrárias à ampliação.

Segundo o ICMBio, o trabalho dos policiais será de inteligência e o instituto não tem informações mais precisas do que estão fazendo ou quem estão investigando no momento.

O incêndio, que atingiu o Parque Nacional e arreadores desde o último dia 10, quando surgiu o primeiro foco, está sob controle desde domingo (29), com a ajuda da chuva que chegou ao local e colaborou para redução das temperaturas.

O ICMBio analisará imagens de satélite para constatar a real área total queimada. Nos últimos dias, mesmo apagado, o fogo voltava a surgir seja por altas temperaturas seja pela, ainda não confirmada, ação humana. Por esta razão, o ICMBio aguarda mais dados para declarar o fogo extinto.

Veja também

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha em desabamento de muro
Santa Catarina

Com forte chuva, Florianópolis registra morte de mãe e filha em desabamento de muro

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila
Coronavírus

O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila