Policiais protestam em frente ao Congresso contra a reforma da Previdência

A manifestação é organizada pela União dos Policiais do Brasil, que pretende chamar a atenção das autoridades para o risco de ter policiais "envelhecidos" nas ruas

Congresso NacionalCongresso Nacional - Foto: Agência Brasil

Policiais civis que protestavam nesta quarta-feira (8) contra a reforma da Previdência tentaram invadir o Salão Verde da Câmara dos Deputados e entraram em confronto com policiais legislativos.

Segundo a Câmara, um dos manifestantes chegou a sacar uma arma no auge da confusão. A Polícia Legislativa lançou gás de pimenta contra os que tentavam invadir o Salão Verde (principal porta de acesso ao plenário da Câmara), espalhando uma névoa por todo o corredor que liga a ala das comissões ao Salão Verde.

O gás de pimenta chegou a ser sentido no plenário. Policiais, manifestantes, funcionários e jornalistas sofreram igualmente os efeitos do gás. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que comandava a sessão, afirmou que parte dos manifestantes se excedeu e que não será com violência que a reforma da Previdência será barrada. "Se acharmos que esse é o caminho para não votar a reforma da Previdência então vamos para a ditadura", afirmou.

Nesta quinta (9) a Câmara deve instalar a comissão especial que irá analisar o tema. O governo de Michel Temer pretende aprovar as medidas ainda no primeiro semestre.

Veja também

Teve o salário reduzido ou suspenso em 2020? Saiba como declarar no Imposto de Renda
Imposto de Renda

Teve o salário reduzido ou suspenso em 2020? Saiba como declarar no Imposto de Renda

Brasil pede flexibilização de exigências internacionais de saúde para caminhoneiros
Pandemia

Brasil pede flexibilização de exigências internacionais de saúde para caminhoneiros