Brasil

População carcerária quadruplicou

O Amazonas poderá abrir mais 1,2 mil vagas no seu sistema penitenciário.

Volume de óleo muito maior foi trazido pelas correntes marítimas e que já afetaram mais de 100 praias nos 9 estados do Nordeste.Volume de óleo muito maior foi trazido pelas correntes marítimas e que já afetaram mais de 100 praias nos 9 estados do Nordeste. - Foto: Secom/Ipojuca

 

O ministro da Justiça afirmou também que mais R$ 1,2 bilhão já foram liberados para todo o País, na semana passada, em uma proporção de R$ 45 milhões por Estado. Desse valor, R$ 32 milhões devem necessariamente ser gastos na construção e ampliação de presídios. Com esses recursos, segundo Moraes, o Amazonas poderá abrir mais 1,2 mil vagas no seu sistema penitenciário. A população carcerária no Amazonas saltou de 3.600 detentos para 12 mil nos últimos quatro anos. Em avaliação feita pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) em outubro de 2016, classificou o Compaj como “péssimo”.

Ao contrário da versão de Moraes, que tentou amenizar o conflito entre presos, o secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, disse, porém, que o ataque foi organizado por integrantes da FDN (Família do Norte), ligada ao CV (Comando Vermelho). Os alvos seriam presos pertencentes a uma outra facção rival, o PCC (Primeiro Comando da Capital), com origem em São Paulo. O governador do Amazonas, José Melo (Pros), que também estava presente, ressaltou que a rebelião não foi um fato isolado. “Isso faz parte de um movimento nacional”, disse. “Houve uma guerra de facções por espaço”, concluiu.

Censo
Presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ, a ministra Cármen Lúcia estuda a possibilidade de fazer um recenseamento para a população carcerária. O censo nos presídios deve ser feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) com o apoio do Exército. A iniciativa começou a ser discutida em dezembro. Ela manhã irá para Manaus.

 

Veja também

Central de alimentos abastecerá cozinhas solidárias no Rio Grande do Sul
solidariedade

Central de alimentos abastecerá cozinhas solidárias no Rio Grande do Sul

Dengue: Minas inaugura biofábrica do método Wolbachia
Saúde

Dengue: Minas inaugura biofábrica do método Wolbachia

Newsletter