Prefeito sofre tentativa de homicídio no interior de Santa Catarina

Volmir Pirovano, que não é candidato, acordou com o barulho das janelas do seu carro sendo quebradas. Quando foi à janela ver o que acontecia, três tiros foram disparados em sua direção

Presidente da República, Michel TemerPresidente da República, Michel Temer - Foto: Beto Barata/PR

O prefeito de Nova Erechim (SC), Volmir Pirovano (PT), sofreu uma tentativa de homicídio em sua casa, na madrugada deste domingo (2).

A polícia militar informa que Pirovano, que não é candidato, acordou com o barulho das janelas do seu carro sendo quebradas. Quando foi à janela ver o que acontecia, três tiros foram disparados em sua direção.

Nenhum deles atingiu o prefeito, mas ele teve ferimentos leves no rosto, com os estilhaços da janela quebrada. O petista chegou a ir para o hospital, mas foi liberado por volta das 14h.

"Não temos registros de que ele estivesse sofrendo ameaças de morte ou algo do tipo", diz o subtenente Elói Correa Borges, comandante do grupamento da PM na cidade.

Ainda de acordo com o subtenente, não é possível afirmar com certeza que o episódio foi um atentado contra Pirovano, mas há sim suspeitas de que o ataque esteja relacionado à eleição.

O subtenente diz que, na sexta-feira (30), correligionários dos dois candidatos a prefeito na cidade, Nedio Cassol (PMDB) e Nadir Basso (PP), este apoiado por Pirovano, haviam se envolvido em uma briga que resultou em um tiroteio. "Uma pessoa chegou a ser alvejada, mas foi um ferimento superficial", diz o policial.

Veja também

Guedes diz que acordos políticos dificulta privatizações
economia

Guedes diz que acordos políticos dificulta privatizações

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19
boletim

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19