Presidentes de partidos de esquerda articulam reação em bloco contra Bolsonaro

Segundo o presidente do PDT, Carlos Lupi, vão participar do encontro dirigentes do PT, do PC do B, PSOL, Rede e PSB

Presidente do PDT, Carlos Lupi Presidente do PDT, Carlos Lupi  - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Presidentes de partidos de esquerda marcaram uma reunião para a próxima terça-feira (3) para discutir uma reação ao fato de Jair Bolsonaro ter encaminhado vídeos de convocações às manifestações marcadas para o dia 15, que têm entre os motes críticas ao Congresso.

Segundo o presidente do PDT, Carlos Lupi, vão participar do encontro dirigentes do PT, do PC do B, PSOL, Rede e PSB. A ideia é fazer uma reação articulada. "O que está em jogo é uma escalada autoritária e precisamos defender a democracia", diz. A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) será chamada para a reunião.

Apesar de considerar grave e uma afronta institucional de Bolsonaro o compartilhamento de vídeos convocando para os atos, segundo Lupi, um pedido de impeachment não estaria, por ora, no radar dos dirigentes. O presidente da República disparou as convocações para uma lista de amigos, via WhatsApp.

"Nós combatemos muito o impeachment da Dilma. Achamos que não deve ser um instrumento usado a qualquer tempo e precisa de fundamentos, que estão se acumulando, mas ainda não há um apelo mais forte para evoluir para isso", diz o presidente do PDT.

Leia também:
Senadores repudiam atitude de Bolsonaro, e líder do governo quer mudar pauta de protesto
Regina Duarte usa rede social para apoiar ato a favor de Bolsonaro e contra Congresso
FHC, Lula, Ciro e OAB reagem contra ato anti-Congresso apoiado por Bolsonaro 

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, diz que o gesto de Bolsonaro pode gerar uma "crise institucional gravíssima".

"É inconcebível que um presidente da República apoie um ato. E dizer que foi pessoal e como presidente não dá. Não se pode separar a figura pessoal do presidente da própria presidência, ainda mais em se tratando de um tema tão sensível." "Vamos agir com responsabilidade, a responsabilidade que o Bolsonaro não teve", continuou Siqueira.

Veja também

Ministério Público denuncia homem preso por furto de bicicleta no Leblon
Crime

Ministério Público denuncia homem preso por furto de bicicleta no Leblon

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa
Economia

Guedes defende fala sobre excesso de comida e lamenta 'ironia' da imprensa